Receita Federal faz homenagem a dirigentes do Codefoz

24 de setembro de 2019 Saiba Mais 0

Em solenidade nessa terça-feira, 20, a Receita Federal celebrou seus 50 anos e a consolidação da unidade de Foz do Iguaçu como alfândega com homenagens a pessoas que contribuíram para a trajetória do órgão. Lideranças da sociedade civil, gestores e servidores receberam medalha comemorativa.

O presidente do Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social), Mario Camargo, e o membro do Conselho Consultivo e primeiro presidente da entidade, Danilo Vendruscolo, receberam o reconhecimento pela parceria e o trabalho em conjunto com a Receita Federal.

O empresário e conselheiro da ACIFI Fábio do Prado, o juiz federal Rony Ferreira e o procurador da República Alexandre Porciúncula também receberam a honraria. Ex-delegado da unidade em Foz, Mauro de Brito foi reconhecido pelo trabalho de erradicação dos comboios de ônibus de contrabando, que atuaram na fronteira entre 1995 e 2004.

Para Mario Camargo, a parceria das instituições representativas da sociedade civil com a Receita Federal foi decisiva no combate ao contrabando e no fim dos comboios de ônibus. Como efeito, Foz do Iguaçu fortaleceu a vocação turística e expandiu o comércio internacional.

“A prática dos comboios de ônibus de contrabando e muamba era prejudicial para a cidade”, relembrou Camargo. “Compramos essa briga junto com a Receita Federal, e hoje Foz tem muitos investimentos, reduziu a criminalidade e se tornou uma cidade turística de fato”, enfatizou.

Histórico

A Receita Federal do Brasil foi criada em 20 de novembro de 1968. A atuação do órgão na cidade é anterior à criação oficial do município e remonta ao ano de 1905, sob a forma de mesa de rendas. Em 2018, a delegacia foi elevada à condição de alfândega, status obtido por somente outras duas unidades em todo o país.